Agenda Decoração Família Finanças Gestão do Tempo Organização

O que é Minimalismo?

12 de julho de 2019
minimalismo

“Minimalismo não é sobre remover coisas que você ama. É sobre remover as coisas que distraem você das coisas que você ama” Joshua Becker.

Vamos aprender mais sobre isso?

Primeiramente quero deixar claro que não estou aqui para julgar a sua relação com o consumo, mas para trazer uma reflexão sobre o porquê consumimos.

Desde que a minha filha nasceu, tenho passado por um processo de autoanálise, autoconhecimento e a chegada dela me mostrou claramente que preciso de muito pouco para viver e consequentemente ser feliz.

Não são coisas, mas pessoas e momentos que dão o verdadeiro sentido da vida.

Comecei então a ver primeiro na minha casa o que estava “demais” – roupas, acessórios, calçados, roupas de cama, utensílios e até móveis. Comecei pouco a pouco me desfazer das coisas e ainda estou neste processo, há um ano. Ontem mesmo fiz um limpa no quarto da Alice e no meu de novo.

Lendo e pesquisando sobre minimalismo, algumas coisas me incomodavam e eu não conseguia me identificar com algumas linhas que conheci. Então,participei de uma conferência em SP, que veio o Joshua Becker, que trouxe todo esclarecimento que eu precisava (conheça mais sobre o trabalho dele em https://www.becomingminimalist.com/)

Se você, assim como eu, tem se sentido incomodado com o consumismo desenfreado, com a sua casa e vida lotados de coisas, e não sabe o que fazer com elas, vamos refletir hoje sobre nossas escolhas.

 

Minimalismo não é sobre QUANTIDADE, mas sobre NECESSIDADE: para que eu tenho o que eu tenho? Qual o propósito destas coisas? Ex: em 2018 completei 10 anos de formação na minha graduação. 10 anos. Ainda tinha guardado os livros e algumas xerox da época. Agora, pense comigo: por que? Medo de não localizar referências? De não ter material de pesquisa? Hello, Google!! Além destes livros de faculdade, livros de outras categorias que já havia lido e estavam literalmente só juntando pó na minha estante. Qual o propósito de permanecer com eles? Pra mim não fazia mais sentido. Doei todos!

CONCEITO MÁXIMO DO MINIMALISMO: minimizar coisas e maximizar experiências. A gente não precisa TER muito mas a gente pode SER muito!

 

Vou agora compartilhar com vocês algumas coisas que anotei durante a palestra dele:

  • Minimalismo: Perceber que temos apenas uma vida e precisamos somente de algumas coisas que realmente são importantes nela.
  • O minimalismo é diferente para cada pessoa (mecânico, empresário, confeiteira, vendedora…) e pode ser feito em várias áreas (vestuário, alimentação, gestão do tempo, finanças, etc).
  • Tendo menos coisas, tenho mais tempo para fazer o que realmente importa.
  • Menos coisas, menos tempo lavando, limpando, organizando…
  • A medida que eu tenho menos coisas, eu consigo ter mais dinheiro.
  • Com menos coisas, tenho mesmos estresse. Toda posse a mais trás um estresse a mais na nossa vida. Quanto mais coisas eu tenho, mais decisões eu tenho para tomar.
  • Mais espaço, mais coisas.  Não preciso de mais espaço, preciso de menos coisas no espaço que eu tenho.
  • Desejamos ter cada vez mais coisas e estamos ensinando nossos filhos a serem assim.
  • A gente para de se comparar tanto.
  • Não existe felicidade na vida quando sempre queremos tudo o que o outro tem.
  • A maioria de nós já temos tudo o que precisamos, precisamos enxergar isso.
  • Nos tornamos mais generosos quando enxergamos que já temos tudo.
  • Ter menos coisas nos faz conhecer a nós mesmos. A gente descobre que nossas motivações não são boas, muitas vezes compramos para impressionar outras pessoas. VAIDADE
  • Com o que eu quero gastar meu dinheiro e meu tempo?
  • Ele falou sobre o minimalismo para o filho dele: não poderia obrigá-lo a ter uma prática que ele levou 30 anos para aprender. No tempo dele, ele iria entender.

 

Ele tem o seu próprio método para direcionar quem quer começar no minimalismo:

  • 1° – você precisa ter muito claro porque você quer ter menos.”Eu quero ter menos coisas para…”
  • 2° – nunca organizar o que pode ser descartado. Organizar é temporário, minimalizar é permanente.
  • 3° – o primeiro processo é na sua própria casa. Comece pelo que é mais fácil e depois vá para o mais difícil. Faça um cômodo de cada vez (inclusive o carro).
  • 4° Minimalizar é como um músculo que precisa ser exercitado sempre.
  • 5°- doe as suas coisas, a menos que alguém precise realmente do dinheiro e precise vender.

A gente não pode passar a vida correndo atrás de coisas materiais, vamos usar este tempo para coisas mais importantes.

 

Minha opinião- BENEFÍCIOS DO MINIMALISMO:

1- INTENÇÃO: tudo o que você faz ou adquire tem que ter um propósito muito grande.

2- EXPERIÊNCIAS: você começa a valorizar muito mais situações e vivências do que as coisas que você possui. O que você vai querer contar lá na frente: sobre as coisas que você teve ou sobre as experiências que viveu?

3- ORGANIZAÇÃO: você terá clareza de onde está tudo na sua vida, cada coisa vai ter o seu lugar.

4- FLEXIBILIDADE: aprendemos a ter muito mais capacidade de adaptação mas mais diversas situações, pois aprendemos a viver bem com o que temos onde estivermos.

5- LEVEZA: passamos a não depender mais de coisas.

6- GENEROSIDADE: aprendemos a ser mais generosos.

7- Melhor ter qualidade do que quantidade.

8- Melhora nosso poder de decisão -quanto menos coisas, menos decisões a tomar e consequentemente melhores escolhas.

9- DESAPEGO: ter coisas mas não pertencer a elas. O desafio não é só desapegar, é não comprar mais coisas.

10- GRATIDÃO: olhar com gratidão para o que já temos nos fazer enxergar que temos o suficiente.

 

AINDA ESTOU APRENDENDO, MAS JÁ ESTOU ORGULHOSA DOS MEUS PROGRESSOS! Vamos juntos viver uma vida diferente?

 

Se você quiser conhecer ainda mais sobre o assunto, não deixe de assistir o documentário “Minimalismo: um documentário sobre as coisas que realmente importam” no Netflix. Maravilhoso!

 

LEGENDA USO DO POST

You Might Also Like