Agenda Crianças Família Gestão do Tempo Organização Trabalho

Como definir minhas prioridades?

1 de setembro de 2018
prioridades bv

Você tem tido dificuldade em saber o que realmente é prioridade na sua agenda, na sua vida? Então este post foi feito para você.

Acredito que nossa vida é feita de ciclos, e conforme os anos vão passando, vamos mudando de hábitos, emprego, nossa família cresce, podemos mudar de cidade, país ou até optar por um novo estilo de vida. Consequentemente, nossas prioridades vão mudando ao longo dessa jornada.

prioridades frase domenico

Tenho refletido muito a respeito disso, pois estou vivendo uma nova fase na minha vida (maternidade) que me mostrou que algumas coisas que antes eram prioridade para mim, já não são mais. Só que esta nova fase, também é feita de ciclos, pois conforme a criança vai crescendo, mudam-se as necessidades e vamos sempre nos adaptando a cada momento que estamos vivendo.

Só que atualmente vivemos em um mundo em que tudo é para ontem. Cada pessoa tem seu senso de prioridade, não mpodemos comparar nossa vida com o outro pois cada um de nós temos responsabilidades e rotinas diferentes dos outros. Enchemos nossos dias e agendas com muitas coisas, mas na verdade, na maioria das vezes, estamos ocupados, não necessariamente sendo produtivos. Por isso em muitos dias dormimos exaustos e com aquela sensação: “Poxa, fiz tanta coisa hoje, mas parece que não resolvi nada!”. Nos sobrecarregamos porque escolhemos mal nossas prioridades.

Para mim, prioridade é aquilo ao qual atribuo valor; o que está no topo da minha lista de atividades ou agenda. Conseguir visualizar o que realmente preciso fazer, me faz economizar energia para canalizá-la no local certo e não perder tempo no que não é importante no momento.

Para conseguir enxergar bem isso, adotei alguns “filtros” que me ajudam a selecionar o caminho a percorrer no meu dia a dia:

 

1) Aprenda a dizer não.

Ah, doce e amarga tarefa! rs Como é difícil dizer e ouvir o não. Pra mim, é o primeiro passo para saber quais são MINHAS prioridades. Sempre digo que o “não” é uma palavra pequena que nos livra de problemas enormes. E o problema não está em dizer, mas na forma como falamos, o que faz toda diferença. Para saber mais em como aprender a dizê-lo, clique aqui.

 

2) Estabeleça uma rotina.

Todos nós temos compromissos fixos no nosso dia, como por exemplo: levar o filho na escola, ir para o trabalho, natação, faculdade, etc. Esses compromissos tem dias e horários fixos. Além deles, temos demandas em nossa casa que também precisam ser cumpridas para o bom andamento da vida: limpeza, alimentação, dormir, etc. Para que tudo isso funcione como uma linda melodia, estas atividades devem estar descritas em uma rotina semanal, tim tim por tim tim. Por que? Porque ao escrever/descrever tudo isso, conseguimos nos organizar e planejar melhor: que horas preciso sair de casa, o que preciso levar, para quem preciso ligar, dentre tantas outras coisas. Descreva das pequenas as grandes coisas, não despreze nada. Depois, naturalmente você irá tirar o que ver que não é importante.

Uma rotina também te ajuda a estabelecer prazos para realizar suas tarefas e não procrastinar.

Ela não é imutável depois de montada. Quase que mensalmente acrescento ou tiro alguma coisa da minha, porque a vida muda, gente! Mas é importante caminharmos em cima de uma direção para não nos perdermos em meio ao caos que o mundo está. Para saber mais sobre rotina, clique aqui.

 

3) Faça uma revisão no final do dia.

Olhar para os lados e ver que você conseguiu produzir bem em um dia de trabalho não tem preço, não é mesmo? Para irmos pra casa com a sensação de dever cumprido, vale a pena parar nos momentos finais do seu expediente e analisar o que deu certo, o que não deu, o que precisa ser agendado para outros dias ou no dia seguinte, etc. Para saber mais sobre isso, clique aqui.

 

4) Tenha um tempo para você.

Quem está com a mente cansada, levanta a mão! Tem dias que demoro pegar no sono porque a cabeça não para. Acredito que “momentos de solidão” sejam fundamentais para fazermos um “detox mental”. Organizar nossos pensamentos, beber um café com calma, nos ajuda a alcançar novamente o equilíbrio que porventura perdemos pelo caminho. Acordar uma hora mais cedo que os demais da casa pode ser o “seu momento”. A princípio pode parecer um desperdício de tempo na sua cabeça (tempo que poderia estar dormindo), mas adotando essa prática, os benefícios logo ficarão claros para você e isso se tornará um hábito.

Lembre-se sempre: você é a sua primeira prioridade – sua saúde, seu emocional, sua vida. As outras coisas vão dando certo se estas estão em ordem. Cuide-se, tá?

 

LEGENDA USO DO POST

You Might Also Like