Família Gestão do Tempo Organização Trabalho

Você não sabe onde estão as suas coisas?

18 de agosto de 2015
COISAS

Onde está a chave do carro? Onde guardei aquela blusa? Cadê o carregador do meu celular? Onde guardei a tesoura? Onde salvei aquele documento importante no computador?

Se você se identificou com alguma dessas perguntas, você precisa ler este post.

Você já parou para pensar o tempo que você perde (sim, isso é tempo perdido) procurando suas coisas em casa ou no trabalho? Digamos que pelo menos 20 minutos por dia você fique procurando alguma coisa. No final de um mês, você terá perdido 600 minutos, que equivalem a 10 horas. 10 H-O-R-A-S. Tem noção do desperdício? Tem noção do atraso que isso já te causou em chegar pontualmente nos seus compromissos?

Organização vai muito além da aparência física, ela é só apenas um dos benefícios que ela proporciona. O objetivo dela é te dar mais qualidade de vida e te proporcionar uma rotina mais produtiva, sem atropelos e atrasos desnecessários.

Vamos ver juntos algumas dicas para que você saiba direitinho como encontrar suas coisas:

1) Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje

Esta frase é bem conhecida da maioria das pessoas, mas pouco praticada.  Por isso, quando vi esta imagem achei muito engraçada!

 CHAVES

Como somos procrastinadores! “Deixamos para amanhã” como se algo mágico fosse acontecer no dia seguinte e resolver todos os nossos problemas. Até que ponto você se queixa da desordem que você mesmo cria? Ações imediatas após o uso de objetos, faz com que tudo fique em seus devidos lugares. Comece devolvendo para o lugar de origem, tudo aquilo que você usar, por exemplo. Verá o quanto de espaço irá surgir em sua casa e trabalho.

2) Encontre uma casinha para cada objeto morar.

Como já disse outras vezes aqui no blog, o que deixa um lugar bagunçado são os “sem teto”, aqueles objetos que não tem uma “casinha para morar”. Sua bolsa fica em cima do sofá? Seu computador fica na mesa de jantar? Seu sapato em um canto da sala? Pois é, são todos sem teto. Dê uma olhada em sua casa e identifique esses objetos que ainda não tem um “lar” e descubra novos espaços para guardá-los. Não vale abrir o armário e jogar as coisas lá dentro, viu?

3) Deixe a preguiça de lado!

Às vezes nem é a falta de tempo que nos impede de organizarmos as nossas coisas, é a preguiça mesmo. Olhamos e simplesmente não fazemos. Sei que a luta contra ela não é fácil, mas não podemos deixar que ela nos vença por minutos jogados no sofá que resultem em uma vida inteira de buscas por objetos perdidos. Fazer pelo dever, não pela vontade, entende? Pensar no benefício a longo prazo pode fazer uma grande diferença na hora de você fazer a escolha entre ficar uns minutinhos a mais sem fazer nada ou conseguir sempre sair e chegar no horário em seus compromissos. Pense nisso.

LEGENDA USO DO POST

You Might Also Like